Quem sou eu

Escritora chilena naturalizada brasileira, bacharel em Artes Visuais e Mestre em Arte Educação. Membro da Academia de Letras do Brasil Santa Catarina - Florianópolis, Membro da Academia Boituvense de Artes e Letras - Boituva - SP, Membro da Confederação de Letras e Artes de São Paulo - CONBLA - Editora Chefe da GAPLA Edições em Santa Catarina - Brasil.

Milka Plaza

Milka Plaza

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

12 anos ALIFLOR

Estive participando da festa de 12 anos da ALIFLOR - Associação Literária de Florianópolis, realizada na sexta-feira 11 de outubro. É gratificante rever colegas escritores e ser homenageada pelo trabalho literário que venho fazendo. É gratificante também verificar que um sonho não se faz sozinho. Se várias pessoas trabalham juntos em função dele é possível concretizá-lo. O escritor Vicente Gabrieli Pascale sonhou e convidou escritores a sonhar junto com ele. Com certeza ele é uma pessoa motivadora. A Oficina Literária Letras no Jardim que coordeno há cinco anos também tem seus logros. Ano passado conseguimos o CNPJ e existe como pessoa jurídica sem fim lucrativo e este ano trabalhamos para conseguir a inscrição municipal e estadual de entidade de utilidade pública.
A noite deste evento pude conversar com escritores catarinenses das academias de letras e presidentes de associações literárias.

domingo, 6 de outubro de 2013

Surrealista 2

Os cm2
da vida
são avançados
de cm em cm.
Devagar e sempre.
Quem sente
na pele
é o dono
de su
a
cons
ciência.
Ência, ência.
Os cm
avançados,
só sabe
quem andou
por eles.
Vencidos
ou não,
são os
que
aguardam.
Ainda
há muitos
metros
metros
Cms
Cms.
Até
o fim
da
existência.



sábado, 5 de outubro de 2013

Som

Poesia
é a música...
que toca
na alma
acordar
de um sono
mortal
torpor
Ver as cores
da música
explosão
de um raio
som
de
um trovão
gota que cai


Poema surrealista

Onde escrever?
surrealista
é a vida que levamos.
Trabalhando
estudando
compartilhando...
momentos,
alegrias,
tristezas,
depoimentos,
o diário acontecer.
Cada dia
se apresenta
como uma obra
onde nada está
no seu lugar.
Pessoas correm
carros correm
correm as balas
aumentam os preços
pessoas morrem
outras nascem.
Um dia morre
outro nasce.
Lombadas da vida
que um dia
se aplacam.
Portas se abrem
no andar suave
do sorriso de uma criança
que ao perceber o mundo
caminha em direção a ele
de óculos escuros
para não ver.

terça-feira, 1 de outubro de 2013

O Tango

Navegando na internet e procurando música no youtube com o intuito de "estudar", acabei encontrando a respeito do Tango. Dedico a quem me ler.
Abç.

O tango é a dança dos corpos entrelaçados. É um diálogo novo, a sedução feita movimento. O casal de baile roça os sapatos entre sensuais carícias, como se houvesse um romance entre os bailarinos.
A primeira expressão precursora do que seria o tango, foi a incorporação nos bailes, do casal abraçado - e figuras coreográficasa próprias dos bailes dos negros.

Nos bailes dos negros, marcando a coreografia do candombe, o som da pele do tambor deu-lhe o nome de tan-gó. De acordo com o musicólogo Ortiz Oderico, o nome tango é uma corruptela do nome Xangô, deus do trovão e das tempestades na mitologia dos Yorubás da Nigéria (África Ocidental), onde Xangô também era o nome do tambor usado nos rituais.
Como afirma Jorge Luiz Borges, o tango é negro na raiz.
Fonte: